Agentes de Saúde de RC iniciam nova coleta e avaliação de larvas

 

Análise estima os de infestação em regiões do município quanto ao mosquito transmissor da dengue.

Durante pelo menos os próximos 15 dias equipes do Centro de Controle de Zooneses (CCZ), dividido por setores em várias regiões da cidade, medem o Índice de Breteau em Rio Claro, para avaliar a densidade larvária no município em relação ao mosquito transmissor da dengue o Aedes aegypti. O trabalho começou na segunda-feira (03).

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) é vinculado à Fundação de Saúde de Rio Claro e a análise consiste na estimativa dos níveis de infestação em determinadas áreas do município. O levantamento larvário é obtido mediante amostragem de imóveis para obtenção de índices de infestação e informações sobre os recipientes encontrados.
Embora os casos de dengue tenham diminuído este ano em Rio Claro os trabalhos preventivos das equipes do CCZ são realizados ininterruptamente. A ação preventiva de levantamento da densidade larvária permite direcionar as ações de combate ao Aedes aegypti procurando diminuir a incidência das doenças transmitidas pelo mosquito. O Índice de Breteau é um valor numérico definido pelo número de insetos em fase de desenvolvimento encontrado em habitações, dividido pela quantidade total vistoriada. É utilizado no Brasil por recomendação do Ministério da Saúde para a determinação de infestação do mosquito da dengue.

O último índice de análise larvária registrado em Rio Claro foi em fevereiro e ficou em 1.7. De acordo com parâmetro do Ministério da Saúde, o resultado é avaliado da seguinte forma: menor que 1,0 é satisfatório; de 1,0 a 3,9, alerta; e acima de 4,0, alto risco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *