Rio Claro atualiza regras para inspeção de produtos de origem animal

 

Município participou de workshop promovido pelo Ministério da Agricultura e Fiesp para discutir as mudanças no regulamento de inspeção de produtos de origem animal que engloba todos os tipos de carne, além de leite, pescado, ovos e mel.

Rio Claro marcou presença no workshop setorial sobre o novo Regulamento de Inspeção Industrial e Sanitária de Produtos de Origem Animal (Riispoa) promovido pela Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, através de sua Superintendência Federal da Agricultura do Estado de São Paulo. O regulamento engloba todos os tipos de carnes (bovina, suína e de aves), leite, pescado, ovos e mel. O evento foi realizado em São Paulo na quinta-feira (4).

O decreto que instituiu o antigo regulamento foi criado em 1952 e agora foi atualizado. O Ministério da Agricultura estabeleceu regras mais duras para as infrações e medidas de fiscalização. As sanções com penalidades vão de leve, moderada, grave e gravíssima. O valor máximo de multa subiu de R$ 15 mil para R$ 500 mil. Outra medida mais rigorosa é a perda do selo SIF (Serviço de Inspeção Federal) por empresa que cometer três irregularidades gravíssimas em um ano.

“O Brasil e o mercado estão diferentes e a atualização é necessária para adequar as regras às mudanças ocorridas no setor”, observa Emilio Cerri, secretário municipal de Agricultura. Rio Claro foi representado no workshop pelo médico veterinário, Felipe Tauk, diretor do Serviço de Inspeção Municipal (SIM). “A atualização das regras vem ao encontro das mudanças e evolução do mercado de produtos de origem animal”, comenta Tauk.

Rio Claro foi o terceiro município do Estado de São Paulo a aderir ao Sisbi (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal). Tauk explica que o SIM local segue regras federais e esta atualização do regulamento do Riispoa influencia diretamente nos trabalhos do serviço de inspeção do município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *