Policiais militares discutiram em Rio Claro melhorias para categoria

 

Prefeito destacou as melhorias que estão sendo feitas na segurança pública de Rio Claro

O prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, participou na tarde de quarta-feira (28) da reunião da Associação das Praças da Polícia Militar do Estado de São Paulo (Aspra – SP) realizada no plenário da Câmara de Rio Claro e destacou a cidade como referência na segurança pública. “Em seis meses realizamos muitas melhorias, como a integração da Guarda Civil e as polícias Militar e Civil, com a inauguração da Central de Segurança Integrada, localizada em uma das entradas do município e em breve teremos a instalação de uma base da PM na antiga estação ferroviária”.

A reunião foi presidida pelo vereador Seron e contou com a presença de policiais militares eleitos ao cargo de vereador de vários municípios paulistas. “Nosso intuito não é separar a Polícia, e sim unir forças para melhorar a categoria. Não se pode ter diferença dos praças e dos oficiais, somos todos iguais”, comentou o vereador.

O cabo Ismael, eleito vereador na cidade de Jaci, destacou que Rio Claro tem uma das maiores representatividades de policiais militares com dois vereadores e o vice-prefeito. O presidente da Aspra – SP, sub tenente Armelin, ressaltou que a associação vai brigar pela conquista dos policiais com condições dignas de trabalho e profissionalização. “Elaboramos um novo plano de carreira para a categoria que será levado ao governador e ao comandante geral da PM, que extingue o 3º e 2º sargento e o 2º tenente”.

Participaram da reunião os vereadores André Godoy (presidente da Câmara), Roguério Guedes, Ney Paiva, Geraldo Voluntário, Hernani Leonhardt e Julio Lopes, o vice-prefeito e secretário de Segurança e Mobilidade Urbana Marco Antonio Bellagamba e o diretor de Segurança Luiz Alberto Irikura.

A Aspra – SP tem como objetivo defender os direitos dos policiais e bombeiros militares, estando presente em movimentos classistas. Seu trabalho está fundamentado em três pilares: representatividade de classe, jurídico e lazer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *