Juninho discute em São Paulo solução para área ocupada em Batovi

 

A ocupação irregular de áreas da União no distrito de Batovi foi assunto de reunião nesta terça-feira (4) na Secretaria de Patrimônio da União, em São Paulo, com a presença do prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, e do procurador geral do município, Rodrigo Ragghiante.

O município entregou documento à SPU – órgão do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão – informando sobre a ocupação da área e solicitando orientação sobre as medidas a serem tomadas para que a situação não se arraste. “Se não for possível a regularização da área, precisamos saber a quem cabe as providências, se ao município ou à União. Este é o teor do nosso ofício”, informa Ragghiante.

Durante audiência pública realizada sexta-feira (30), no Paço Municipal, o prefeito recebeu líderes do Movimento Batovi que informaram que a área tem 86 lotes demarcados e 65 famílias residentes, e pediram a instalação de ligações de água. “Também disseram que o prefeito teria autorizado a venda de lotes, o que não é verdade. Aquela área não está legalizada pelo município”, ressalta Ragghiante.

Moradores do distrito de Batovi reclamam das constantes interrupções no fornecimento de água tratada em razão de vandalismo na rede de distribuição em trecho próximo à área ocupada. A escola do distrito também sofre com o desabastecimento.

“É uma situação que precisa ser resolvida e estamos trabalhando neste sentido”, comenta o prefeito Juninho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *