Rio Claro incentiva empresas a conseguirem selo que permite venda no mercado nacional

 

Indústria de frios rio-clarense está aderindo ao sistema, que possibilita a comercialização de produtos em todo o território nacional.

Com adesão ao Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Sisbi-POA) aprovada desde o início do ano, Rio Claro tem trabalhado para fortalecer o selo no município e incentivar empresários a obterem a certificação. “Ganha o empresário, que tem a qualidade do produto atestada, e ganha o consumidor, que tem a garantia de levar um bom produto para casa”, comenta o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria, acrescentando que “este é mais um atrativo para empresas se instalarem no município, o que gera emprego e renda para a cidade”.

Na quinta-feira (27) proprietários da Indústria de Frios Xavier se reuniram com o prefeito Juninho para acertar detalhes da adesão da empresa ao Sisbi. “O selo nos permite comercializar os produtos em todo o Brasil e para nós é uma alternativa interessante ao Serviço de Inspeção Federal, que tem mais encargos do que o Sisbi”, explica José Cláudio Augusto de Campos, proprietário da indústria Xavier. “O município hoje nos inspira confiança e segurança para a adesão ao Sisbi”, comenta Ivana Odete Augusto de Campos, proprietária da Xavier.

“Quanto mais empresas aderirem ao Sisbi melhor para o município, que tem suas empresas fortalecidas”, observa Emilio Cerri, secretário de Agricultura.

Rio Claro conta com o Serviço de Inspeção Municipal (SIM) aprovado pelo Ministério da Agricultura e conseguiu no início do ano adesão ao Sisbi-POA. Estados e municípios incluídos nesse sistema têm os serviços de inspeção reconhecidos como equivalentes ao SIF. O selo autoriza as empresas que têm a certificação a vender seus produtos em todo o território nacional. O diretor do SIM, Felipe Habib Tauk, explica que o primeiro passo para obter o Sisbi é ser aprovado no sistema municipal. “As exigências do SIM representam cerca de 70% dos requisitos do Sisbi, o que facilita o processo”, destaca Tauk, lembrando que os interessados em obter a certificação devem procurar a Secretaria Municipal de Agricultura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *