Vereador propõe Central de Achados e Perdidos em Rio Claro

 

A perda de pertencentes pessoais é um transtorno que aflige muitos cidadãos no município. Com o objetivo de facilitar a busca por objetos, documentos perdidos e proporcionar maior segurança à população, o Projeto de Lei 97/2017, assinado por Ney Paiva (DEM), tem por finalidade a criação DA Central de Achados e Perdidos (CAP) em Rio Claro.

De acordo com a proposta, todos OS documentos entregues na CAP serão cadastrados no ato de sua entrada e, deste modo, permanecerá à disposição de pessoas interessadas em sua recuperação.

Ainda, segundo o projeto, se no prazo de 90 dias após o cadastramento do documento não houver nenhuma pessoa interessada em reavê-lo, ficará a critério do Poder Público o destino final destes pertences.

“Na correria do dia a dia, muitos cidadãos acabam perdendo inúmeros objetos e até documentos em diversos pontos DA cidade. As pessoas que encontram esses objetos e documentos não têm um lugar certo para deixá-Los, assim como as que perdem não têm lugar para procurá-Los”, justifica Ney Paiva.

O local onde funcionará o serviço ainda não foi definido e deverá ser determinado pelo Poder Executivo.

Legenda: A Central de Achados e Perdidos deverá ajudar a recuperar documentos e objetos esquecidos por munícipes em lugares públicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *